Friday, August 30, 2013

Felicidade

Certa vez, um grande amigo dos meus pais disse que a felicidade se definia por dormir quando se tem sono e comer quando se tem fome. Achei a frase ridiculamente falsa. Nessa altura, do alto dos meus 15 ou 16 anos, achei que seria muito fácil ser-se feliz; nestas idades, em que se tem tudo, mas está-se demasiadamente ocupado a dramatizar a vida para nos apercebermos disso. Ora hoje já me parece uma frase muito acertada e talvez por isso ela tenha vivido comigo todos estes anos. Lembro agora aquele homem comprido e magro que dormia a sesta no sofá da nossa sala, depois do almoço, antes de ir trabalhar; lembro quando jogava o Porto e me apertava com força, lá do alto dos seus longos braços, por cada golo, até eu chorar de susto; lembro a constante hospitalidade presente na minha casa, onde se acolhiam estes bons amigos que não tinham a sorte da família estar perto, e que também por isso, passavam a ser da nossa família. Hoje está casado, e a primeira filha tem o meu nome em homenagem aos meus pais, que foram durante muitos anos, dele. Este mesmo homem disse também um dia que os filhos são a melhor e a pior coisa que nos acontece, ao mesmo tempo. Esta frase também está em mim, mas por enquanto ainda não a posso confirmar na primeira pessoa e o descrédito que lhe dei por tantos anos, a julgar a profissão de Psicólogo que tinha, morreu; por isso, não vou negar que também tenha razão desta vez.

No comments: