Saturday, April 20, 2013

Saudade

Volvidos quase seis anos, continuo a não ser de cá. Tenho amigos, tenho trabalho, comprei carro e até casa (!), mas não sou de cá. Sou sempre lá de baixo com um sorriso rasgado, quando perguntam. Aveiro continua a ter só e apenas o mesmo defeito: é não ser no Alentejo. Meu Alentejo. Vou ter sempre saudades, do calor, da preguiça, do vagar, do sol a queimar, do lânguido horizonte, das tardes longas, do sotaque acentuado e vagaroso. Não emigro, já me sinto noutro país o suficiente. Volta e meia a saudade aperta, como nesta tarde soalheira que me faz lembrar tudo isso. Vou ser sempre lá de baixo. Hoje é tarde de caracóis para matar um bocadinho a saudade.

No comments: