Monday, March 11, 2013

Há um baú de memórias em cada um de nós. Boas e más, estão lá todas. Por norma as que nos marcam mais, permanecem agarradas às paredes de madeira, insistentemente, sem querer sair. O meu está cada vez mais cheio. E agora no meio de uma lista de músicas dei com uma que me faz recordar muitos bons momentos.




A música tem este efeito em mim: o de viajar. Consigo deslocar-me anos para trás, lembrar-me de cheiros, gargalhadas ou lágrimas. Entre outras memórias, esta música faz-me sempre lembrar o concerto que não fui. Tinha onze anos e os meus pais não me deixaram ir porque era muito pequena - pequena não era o termo, porque com onze anos já não era pequena, não fui pequena assim tantos anos na minha vida :) -....e os meus irmãos que foram, cheios de casacos de cabedal e perfumes da época; e eu que queria tanto ir, lá fiquei, com o amargo na boca. Enfim, há que resistir à frustração, e na adolescência, essa resistência tem tanto de essencial, como de difícil. Mas cá estou eu, cheia de resistência :) e tanto que gosto do senhor que, no último concerto, no casino de Tróia, troquei toda a expectativa dessa noite, de criança com onze anos, por uma tamanha desilusão, que temo viva comigo outros onze anos.

No comments: