Wednesday, November 02, 2011

O que vais ser quando fores grande?

É uma pergunta que passamos muitos anos a ouvir e que, a dada altura, deixamos de colocar. Naturalmente, porque já "somos" grandes e também porque já "somos"alguma coisa. Mas seremos? A meu ver esta pergunta devia andar connosco na carteira, sempre connosco, e de vez em quando lá nos perguntávamos: "O que vou ser quando for grande?". Não vamos ser sempre maiores do que o que somos? Não vamos sempre caminhar na idade e na sabedoria - pelo menos na que se vai ganhando com a vida? Um dia seremos maiores do que o somos, ainda que menores no corpo que nos transporta. Mas ainda assim, seremos maiores e por isso há que procurar uma resposta a esta pergunta enquanto ainda temos tempo, criatividade, originalidade e disposição para isso. Não foi assim que fizemos a última vez? Não passámos a infância a ser criativos e originais o suficiente para escolhermos o que haveríamos de ser? Não nos moldámos às escuras, dentro de nós, sem ninguém ver? A mim parece-me que estamos constantemente a fazê-lo, por dentro, da mesma forma, sem ninguém ver. A grande diferença é que adiamos mais, teimamos em ter menos tempo disponível, menos sinceridade, para essa pessoa que se está constantemente a formar. Porque sim, estamos continuamente em mudança, em construção, em melhoria. Apercebi-me desta projecção no futuro há pouco tempo e ainda não decidi o que vou ser quando for grande, no que me quero reflectir, mas todos os dias consigo acrescentar uma linha à lista. Já vai longa...

No comments: