Tuesday, October 26, 2010

Comunicado

"
Em virtude do Orçamento de Estado, houve aumento do IVA de 6% para 23% referente ao leitinho com chocolate que é fornecido pelos estabelecimentos de ensino públicos no pequeno-almoço dos alunos. Por este motivo passa a ser disponibilizado aos mesmos, pela manhã, 1 pacote de vinho PORTA DA RAVESSA que mantêm a taxa de IVA a 13%.
"


Gostei...não fosse eu viver cá e era mesmo muito engraçado O.O

Monday, October 25, 2010

Para quando?

Um recipiente para pôr o milho que encontramos nas pipocas e não conseguimos morder? Isto no cinema, claro! Eu ponho o milho no chão, mas isso incomoda-me :S Junto com o balde das pipocas, deveria vir um baldinho para o milho que não chegou a ser pipoca e que é agora um estorvo para os dentes!

Para a próxima, levo a minha própria galinha........ :/
Ao senhor que na passada sexta-feira me gritou "A menina não bate bem dos neurónios, não????" da janela do carro, em andamento, tenho a dizer que:

- O direito que tenho de circular com a minha bicicleta na via pública, é o mesmo que o seu na sua viatura poluente e barulhenta.
- Os neurónios não batem; se bem que diz que "não bate bem da bola", se bem que diz que "tem falta de neurónios", mas para isso, é preciso ser dotado de alguns, o que já se viu que não é verdade.

Ora o que se passou foi que o senhor não gostou que eu fosse no meio da via, não lhe dava jeito. Pois temos pena. Se a estrada tivesse em condições, eu tinha-me encostado à direita, mas sendo aquela rua uma buraco pegado, e como eu ia cortar à esquerda, tinha que me deslocar no meio da via. E por este motivo ele teve a amabilidade de me gritar estas simpáticas palavras, bem alto, para que todos ouvissem a sua indignação e ainda o fez enquanto conduzia, com a cabeça de fora sem olhar para a frente; por isso não parou na passadeira que estava a escassos metros do local da ofensa. Não, não há educação nem civismo na estrada, mas isso eu já sabia e por este motivo o ignorei, deixei-lhe apenas um olhar de desprezo e agora este post a tantos como ele.

Wednesday, October 20, 2010

Balanço

Terminada a maratona dos oito casamentos e três baptizados, o balanço pode dizer-se positivo. Não na carteira, claro está, mas em boa disposição e "cumbíbio", que é o que mais importa!
O último episódio da saga foi este sábado no fresquinho (literalmente) da Serrrrraa, valeram os amigos para aquecer o coração :) Foi de tal forma quente que resultou nisto, que aqui vos deixo, orgulhosamente, como exclusivo do blogue:



Pois, pois....é certo que o "quentinho" já não era só no coração :)
É assim quando este grupo de (novos) amigos se reúne, há sempre uma guitarra, uma boa recordação, uma gargalhada e com uns rascunhos de memória num guardanapo, se faz uma noite divertida com outros tantos bons momentos para um dia mais tarde recordarmos. Foi bonito e eu sou uma namorada orgulhosa! :)

Foi um bom ano no que toca a casamentos, foram todos o que tinham que ser: a partilha de um momento muito importante na vida dos intervenientes, o começo de uma vida a dois, a reunião daqueles amigos de infância que só se veêm nestas alturas; foram todos bons, mas é certo que fechámos com chave-de-ouro....e que dourada que ela é! :D


P.S. Peninha que a bateria não tenha dado para mais....vamos lá todos fazer o pressing para uma sessão destas com tudo filmadinho, ahn??! :P

Friday, October 15, 2010

Fases

Eu sempre disse que a vida é feita de fases. Continuo a acreditar nas fases. É quase um eufemismo para o que nos dói, para o que nos acontece sem percebermos porquê. Rotular estas situações como "fases" ajudou bastante a não lhes dar tanta importância, a minimizar a pressão de as ter que viver. A isto juntou-se uma idade, pouca, e moderadamente conhecedora do que é sentir, do que é amar, do que é ser verdadeiro. E assim se vencem algumas "fases". Talvez não as tenha vencido, talvez o tempo tenha perdoado e a idade crescido no sentido inverso à impaciência; talvez as tenha compreendido e olhado de frente, sem o medo de se instalarem em mim. As ditas "fases" afinal não se vencem, resolvem ou tão pouco desaparecem, ficam em nós, apenas noutro formato. Não são mais traumas ou más recordações; transformaram-se em passado, em novas características, em pequenos silêncios, em corações mais fortes e mentes mais abertas. É assim que mudamos, é ao passarmos muitas "fases". Afinal as pessoas mudam e não basta o tempo passar por elas. É preciso vivê-lo, mesmo que doa, e manter presente que amanhã não vai doer tanto porque estou mais forte.
Passadas algumas "fases" mais turbulentas, estou em paz. Estou feliz e poderia estar orgulhosa de ter tudo dentro de mim, muitas vezes quase sem me lembrar que já passou.
Já passou.

Aprender

As pessoas são por natureza interessantes na sua essência. Ou isso, ou a nossa natureza é que nos permite acharmo-nos interessantes enquanto seres da mesma espécie. Talvez porque vejamos nos outros muito daquilo que somos, ainda que nem sempre o saibamos. A verdade é que interessantes ou não, somos todos feitos da mesma matéria e por isso a diferença não pode ser assim tanta. De nada vale olharmos o outro com desdém, de nada vale aquele abano de cabeça que censura, aquele revirar os olhos de impaciência, aquele baixar a cabeça de desilusão, de nada vale se não nos virmos a nós próprios do outro lado, se não nos virmos no outro. Porque sejamos sinceros, não fomos nós que cometemos o erro hoje, não fomos nós que falhámos, que desiludimos, que traímos....não fomos nós hoje, mas já o fomos ontem e talvez o sejamos amanhã. E acredito que seja por isso que somos tão iguais na nossa diferença, para que tenhamos a oportunidade de compreender aquilo que está dentro de nós, que nos faz agir, pensar, ser. Daí que seja uma oportunidade, uma hipótese de nos revermos, de nos analisarmos ainda que não directamente, na primeira pessoa, mas em algum reflexo disso mesmo. Aquele que consegue dar o passo seguinte, reconheceu, aprendeu e evoluiu com esta simples observação daquele que está à sua frente, que pode ainda nem fazer parte da sua vida, mas que lhe é tão semelhante como aquilo que habita dentro de nós e que nem sempre sabemos o que é.

É desta matéria que é feita a vida. São passos, aprendizagens, experiências. São lágrimas e por vezes sorrisos. Mas só às vezes.

Thursday, October 14, 2010

Eu sei que já tinha dito




Mas gosto MESMO destes senhores. E este vídeo está assim qualquer coisinha!! Se eu fosse a passar na rua e isto acontecesse, tenho para mim que me apaixonava...pela música, pela música!!! :P

Wanda the Fish says:

You will become rich and famous unless you don't.

Os mineiros

Foram hoje resgatados. Um por um, todos eles venceram os 700 metros que os afastou durante meses do mundo. À sua volta muito trabalho, muita fé, muito apoio, muito esforço para que tudo corresse pelo melhor. A NASA disponibilizou um líquido que evitou aos mineiros os enjoos no percurso até ao reencontro com a luz; o Steve Job ofereceu Ipods a todos os mineiros chilenos (talvez para não se aborrecerem tanto de uma próxima vez!); todos os receberam numa enorme alegria e o Presidente do Chile discursou sobre o resgate, orgulhoso pelo sucesso da operação.

Mas o mais curioso nisto tudo, é que já ninguém se lembra o que originou a tragédia: uma exploração mineira ilegal. E aqui destaco a palavra ilegal (tanto, que o faço por escrito, só porque posso!). Mas isso agora já não interessa nada, porque entretanto o mediatismo, o drama, a tragédia, as audiências sobrepuseram-se à origem do problema, porque agora temos um reality show para seguir todas as noites, que é muito mais interessante do que apurar culpados. Pois claro.


Thursday, October 07, 2010

Haverá?

Coisinha mais original do que sermos nós próprios?

Friday, October 01, 2010

Primeiros novos inquilinos lá em casa


Já se sabe, casa nova, inquilinos novos! E estes são os primeiros a partilharem casa connosco:


São calminhos, não fazem barulho (pelo menos agora que trocámos a bomba!) e não dão muita despesa. Não interagem muito, é certo...pelo menos é o que eu acho, porque o MQT fala com eles quando chega a casa O.O
À noite quando os meninos vão dormir, fica esta tonalidade tranquila para descansarem melhor :)

(Tão tranquila que, agora que adiciono a imagem, noto que quase nem se vê :) )

Sim, sim, os peixes são poucos e pequeninos, mas parece que faz tudo parte da "técnica" que é ter um aquário novo :D Mas isso dos peixes também é um pormenor, o aquário é ou não é, super giro? :D ehehehehe Está tudo aqui.