Thursday, June 24, 2010

O mano

Agora que "vamos ter um mano", tudo é muito mais confuso. Quando fomos de férias, falava-se tanto no mano que ele perguntou desconfiado:

- O mano não vai nascer nas férias pois não...?

:) Não, o mano leva nove meses até nascer, explicámos-lhe. Ele disse que isso era "muitíssimo" e que quando o mano nascesse, ele já tinha um "magalhões" - que é como quem diz, já vai estar na primária!

Depois a mãe enjoa muito e diz que se vomitasse, sempre ficava melhor, mas que não consegue. Ele fica muito espantado e pergunta:

- Mas se tu vomitares, vomitas o mano?

:D Não amor, porque ele não está literalmente na barriga, embora a gente diga que "a mãe tem um mano na barriga".

Ele também gostava mais de ter um mano do que uma mana porque não quer "coisas de miúdas lá em casa"...mas por outro lado, "pode ser que seja uma maria-rapaz" e assim já não era tão mau! :)

Quando se porta "menos bem", insistimos que não pode aborrecer a mãe, que agora tem um mano na barriga; que tem que se portar bem e ser amigo da mãe. O pai chegou-lhe a dizer que se ele se continuasse a portar mal, quando o mano nascesse, tinham que o dar a outro menino, que se portasse melhor. Ao que ele responde prontamente:

- Pai, não o podemos antes vender?


Bom, já não se perdia tudo :) E é este o conceito de mano: dá para brincar, demora muito tempo a nascer e se for para o dar a alguém, mais vale vender, pois claro! :)

E é assim que ele se vai transformando no "mano mais velho".

No comments: