Wednesday, September 30, 2009

Altameeeeeeeeeente

Eu já viiiiiii :) E não é que é mesmo altameeeeeeente?! Vi a versão original, falta agora ver em português com o crescidão....à volta de umas dez vezes por dia em modo "repeat" :)



E vou gostar outra vez!

Não deixa de ser uma grande verdade

"As sogras não se querem tão perto que venham de chinelos, nem tão longe que venham de malas..."

Monday, September 28, 2009

Se

o GRANDE Jim Morrison fosse vivo, seria mais ou menos isto. Gosto :)

Thursday, September 24, 2009

Like Bandy Bandy

Incrível como uma música consegue alterar o meu humor em segundos. Acontece-me com cheiros também, que me transportam para alturas, momentos ou situações que me fazem sorrir. É bom poder ter esta forma rápida de recordar coisas boas.
Por isso aqui vos deixo o meu sorriso de hoje que me faz sentir quentinha, segura e feliz, muito feliz:




Para quem não sabe, como eu não sabia, Bandy-bandy é um cobra preta e branca com a particularidade de, ao movimentar-se, confundir a cauda com a cabeça :)

Wanda the Fish says:

Your lucky number has been disconnected.

Meio Kiwi

A semana passada voltei a ir dar sangue (afinal, não custa assim tanto! :) ) e já depois de ter passado a fase do interrogatório sobre o que tomei e fiz nos últimos meses, que doenças tive, onde estive, o que comi, quem sou, de onde venho e para onde vou :), chego finalmente à maca.

"
Enfermeiro: Então e comeu de manhã?
Eu: Sim, mas como já passaram algumas horas, o médico disse-me para comer novamente agora.
Enfermeiro: Sim, mas comeu o quê...? Meio kiwi?
Eu: Não, comi como as pessoas...
"

Mas quem é que come meio kiwi quando se levanta?....Parece que a malta nova (portanto, ainda me enquadro :P) anda com a mania das dietas e dá para não comer, o que leva a desagradáveis surpresas em situações como estas.

Mas o curioso não foi propriamente isto (também!), o melhor foi o médico que nos faz o grande interrogatório antes desta fase, que nos mede a tensão e supostamente nos vê os níveis de açúcar/hemoglobina/cenas no sangue, "achar" (e destaco o verbo achar) que está com Gripe A.....sim, sim, naquele preciso momento. No mesmo instante em que fala com as pessoas a menos de um metro, que nos espreita para dentro dos olhos e força constantemente a expectoração a descer pelo seu esófago dentro....... :| Não fossemos nós não perceber que ele estava todo atacadinho. Pois estão a ver a quantidade de perguntas que ele me fez quando lhe disse "Eu tive Gripe A, vai fazer um mês"....portanto, a partir desse momento, reverteram-se os papéis e eu passei a ser a "médica" a fazer o "diagnóstico" à gripe do senhor. Eu ainda lhe disse "A mim mandaram-me não sair de casa durante oito dias....", do género, "já te barricavas", mas ele refutou de imediato com "Eu tenho cinco filhos pequenos em casa e ainda não peguei a ninguém!".....sim senhor Doutor! Ele insistiu tanto em assemelhar os sintomas dele aos meus que tive que lhe dizer "Sim, sim...deve ser a mesma...". E quase uma hora depois, lá consegui dar sangue.
Fiquei a pensar se este "Doutor" não seria "político" de título.....

Doutores e Engenheiros

Ao lanche falava-se de política. Tema não muito apreciado, mas nesta época, comum. Com esta nova forma de fazer política que os Gatos introduziram na programação da TV todas as noites, a política é ainda mais divertida :)
Comentava-se o facto de qualquer deputado de qualquer partido ser Doutor ou Engenheiro, sem ser preciso mais nada. Lembrou-me um comentário que o crescidão fez ao pai quando assistia a uma conversa entre ele e um cliente. O senhor dirigia-se ao pai como Dr., "Doutor isto, Doutor aquilo...." e no final da conversa, ele comenta baixinho com o pai, a piscar-lhe o olho com ar de cúmplice:

"- Pai, ele pensa que tu és médico!"

:)

Pxxxxxiiiuuuu, não digam a ninguém! ;)

Esteve um dia de Outono

Como poucos este Verão...

Thursday, September 17, 2009

Gostei deste senhor. E parece que mora aqui pertinho.

Monday, September 14, 2009

Friday, September 11, 2009

Não devia ser permitido obrigar as pessoas a trabalhar durante as horas de digestão.

E as sexta-feiras deviam ser todas feriados.....vah! Não peço mais nada, prometo. :)

Para quem não sabe:

"A palavra yôga deriva da raiz sânscrita YUJ que significa Reunir ou Unir e por extensão União. A sua origem está na Índia Antiga, embora actualmente existam vários ramos, que combinam posturas antigas com outras mais recentes.

O yôga é um método natural que elimina o stress e aumenta a capacidade física, fornece ritmo e coordenação e tem um grande efeito no desenvolvimento emocional e intelectual. No entanto, pode ser praticado por todos os tipos de razões: para permanecer em forma; permanecer saudável ou recuperar a sua saúde; equilibrar o sistema nervoso; acalmar a mente ocupada e viver de um modo mais preenchido.

Parte das posturas (ásanas) não só desenvolvem os músculos como também possuem um papel de extrema importância na regulação do Sistema Neuro-Hormonal.

Um dos ramos mais recentes do yôga, mas directamente proveniente do yôga mais antigo é o Samkhya (que significa literalmente número) – o Hatha . Traduzido do sânscrito, Hatha significa Sol e Lua (forças opostas que se complementam.

Misturado com os ásanas provenientes do Hatha yoga, introduzem-se também mantras (vocalizações de sons), kryas (purificações), pranayama ( o controle da respiração), técnicas de relaxamento e meditação.

Terá também acesso a informações, sutras (pensamentos e ensinamentos do yôga), workshops, acompanhamento nutricional (se assim o pretender), aspectos filosóficos e históricos do yôga.

A título de curiosidade um dos sutras do yôga diz-nos que devemos ser persistentes, mas que não devemos preocupar-nos com os resultados. Na prática que realizamos, este sutra aparece com fundamental no relacionamento entre todos os praticantes: a não competitividade. A evolução, o ritmo, as persistências serão sempre as nossas. E nunca comparadas com as de ninguém."

Não posso dizer que tenha mudado a minha vida, por si só, mas ajudou bastante. Corpo são, mente sã. :)

Tuesday, September 08, 2009

O medo

E por saber que o medo mora com todos nós e acreditar que cada dia temos o desafio de o enfrentar e o tornar mais pequeno, aqui vos deixo o medo de Amália:



Quem dorme à noite comigo
É meu segredo,
Mas se insistirem, lhes digo,
O medo mora comigo,
Mas só o medo, mas só o medo.

E cedo porque me embala
Num vai-vem de solidão,
É com silêncio que fala,
Com voz de móvel que estala
E nos perturba a razão.

Gritar quem pode salvar-me
Do que está dentro de mim
Gostava até de matar-me,
Mas eu sei que ele há-de esperar-me
Ao pé da ponte do fim.


Sim, sim, gosto muito. Com voz de móvel que estala....perfeito. Ninguém o diria melhor! E nesta versão está simplesmente de-li-ci-oso. :)

P.S. O filme está qualquer coisinha. Recomenda-se!