Thursday, April 16, 2009

Ainda sobre o último post: lembro-me bem de ir ao dentista e em nenhuma das vezes me lembro de sair de lá feliz. O formigueiro na barriga, a eterna espera na sala que cheira a hospital e a agravante dessa mesma sala ser cheia de estatuetas e bonequinhos de "dentistas à antiga", com batas brancas e grandes alicates, pendurados nos bonequinhos-pacientes com ar sofredor e desesperado :/
Esperava, observava as pessoas, a entrar, a sair com a mão na cara; ouvia as brocas, os passos dos médicos dentro do consultório, até que chegava uma senhora simpática que anunciava o meu nome em voz alta e clara, com-ple-to, só para ter a certeza que era eu. Não havia como escapar. A minha mãe dava-me a mão e lá entrávamos, para meu grande sofrimento, literalmente.
Não era preciso muito para, num sítio como aquele, traumatizar uma criança :D
A única boa lembrança é a de uma médica brasileira que, de cada vez que lá ia, contava-me uma história sobre uma formiguinha - para condizer com as que tinha na barriga :) No final da "época da caça à cárie", ofereci-lhe uma banda-desenhada com a história completa....
Enfim, os tempos mudaram, eu cresci (consta) e parece que tudo é menos doloroso naqueles espaços. Amanhã confirmo...ou não.



Ai.

No comments: