Wednesday, November 19, 2008

Dar vida


Hoje fui dar vida, já que dar sangue é dar vida....cliché bonito! Já andava há muito para o fazer, mas ainda não tinha tido a oportunidade. Lá na empresa parece que é prática comum, então hoje aceitei o convite de dois colegas e fomos à Universidade de Aveiro (onde entrei pela primeira vez) para dar sangue. Decidi-me a fazê-lo quando tomei consciência de que ser dador universal, pode ajudar qualquer pessoa que precise de sangue (e aqui sublinho o "qualquer pessoa"). Parece-me um bom motivo. A vontade não era muita, mas como sempre disse o meu mega primo "não podemos ir só às festas"! E lá fui, respirei fundo e fui dar meio litro de sangue. Tive a sorte de apanhar um enfermeiro muito competente que me explicou o porquê de tudinho (e eu que não perguntasse!) e ao mesmo tempo o azar de apanhar um médico que, concerteza já estava farto de ali estar e muito pouco motivado para a função. Correu tudo muito bem, até à recta final, em que fiquei branca e tonta....safou-me a técnica das pernas para o ar :)
Foi uma experiência diferente, uma "boa acção social" ou "reconhecida por todos". Para mim foi uma questão de atitude, espero que seja para todos e que se repita muitas vezes.

4 comments:

JP said...

ou seja, quaquer pessoas pode receber desse sangue fatela?! pfffff
ao menos do meu ainda apanhava uma moca à pala hahahaaha
fora de tangas, fizeste bem, eu só nao o faço pq tenho uma fobia qlqr a agulhas... mas o que tu querias era acabar de pernas para o ar! PENSAS QUE EU NÃO SEI!!!!!

Di said...

lololol Pois claro, "Oh senhor enfermeiro, ponha-me lá de pernas pó ar!!" Andava tudo doido por isso...doido e branco! :P
Ahhh a tua fobia não é a agulhas, tens é uma grande afinidade a charutinhos :P São uma bocado incompatíveis essas duas escolhas, tens que te decidir!! :P
Olhas as agulhas é tranqui, é uma questão de mentalização e depois se não vires, não sentes! :D

(*) said...
This comment has been removed by a blog administrator.
JP said...

ESTRELAMUSSSSSSSS