Sunday, October 19, 2008

Liberdade

"Enquanto lutava, via as pessoas falar em nome da liberdade, e quanto mais defendiam este direito único mais escravas se mostravam dos desejos dos seus pais, de um casamento onde prometiam ficar um com o outro "para o resto da vida", da balança, das dietas, dos projectos interrompidos a meio, dos amores aos quais não se podia dizer "não" ou "basta", dos fins-de-semana em que eram obrigados a comer com quem não desejavam. Escravos do luxo, da aparência do luxo, da aparência da aparência do luxo. Escravos de uma vida que não tinham escolhido, mas que tinham decidido viver - porque alguém acabou por convencê-los de que aquilo era melhor para eles. E assim seguiam os seus dias e noites iguais, em que a aventura era uma palavra num livro ou uma imagem na televisão sempre ligada, e, quando qualquer porta se abria, diziam sempre: "Não me interessa, não tenho vontade".
Como podiam saber se tinham ou não vontade, se nunca experimentaram? Mas era inútil perguntar: na verdade, tinham medo de qualquer mudança que viesse sacudir o mundo a que estavam habituados."
(...)
"O ser humano tem dois grandes problemas: o primeiro é saber quando começar, o segundo é saber quando parar."

Paulo Coelho em "O Zahir"


É por isto e muito mais, que sou cada vez mais fã de Paulo Coelho. É por isto que continuo a acreditar que um dia vou escrever um livro.

2 comments:

a laranjinha ;) said...

LOL acho que sim Di! mas se algum dia escreveres um livro, lembra-te q há certas histórias que não são pra contar ann? 0:) ihihih lembra-te que há noites que não se lembram... e dias tb! LOL

What happens in Raimundo & Santa Catarina & Bunker(qual era a rua da casa ao pé do teatro mesmo? chamemos-lhe o Bunker lol) stays there ehhehehe

Terias tanta coisa pra contar mulher... taaaaaaaanta coisa que o mundo nuuuuuuuuunca deveria saber! LOL ahaha brincadeirinha :)

"Dá-le aí puto"! Escreve-me-um-livra-mUs! lol ;)

Kusjes uit Nederland! :*

Ana

Di said...

Olha olha.....agora que fala estrangeiro vem aqui postar pas pessoas não perceberem o que ela diz! Hããhn? Hein? Oi??
Ahhhh histórias.... sim senhores, mas essas não são para publicar, dava muito trabalho depois explicar tanta coisa a tanta gente.... :P Travessa do Sabugueiro melheeer!!! Como é que te foste esquecer?? Não me digas que já nem te lembras do nosso vizinhu da frente, o simpático....ou das vizinhas assim muito simpáticas e curiosas pela nossa vidinha :D....ou do GRANDE XULO Sr. Libório, como tu carinhosamente lhe chamavas....tanto que um dia até foi mesmo em frente a ele!!! LOL! Ai o que eu me ri...! Mas o melhor, como sempre, eram as pessoas, a companhia, a proximidade do Pintinhas, do Bzinhu, tu...enfim, nós! Saudades...!!
Qualquer dia escrevo...depois digo-te!

E você??? Já arranjava um blogue, não??? Não??? Hein??? :D