Wednesday, October 29, 2008

FINALMENTE

O carro novo. Como dizia a outra, "contado, ninguém acredita"......

Monday, October 27, 2008

Cá em casa


Está oficialmente aberta a época da castanha assada! :D A jeropiga não porque amanhã é dia de escola, mas se não fosse.....não sei, não.... :P Fico pelo cházinho, esse já dura há muito, desde que o Verão fez greve. Alguma coisa havia de ser quente.

Thursday, October 23, 2008

'Há duas coisas infinitas: o universo e a estupidez humana. E quanto à primeira não tenho bem a certeza.'

Albert Einstei
n

Wednesday, October 22, 2008

Quem sabe?

quem sabe eu nem vos quero bem
quem sabe eu nem sou ninguém
quem sabe eu não sei quem

quem sabe eu sou quem queria ser
quem sabe eu nunca o vou saber
quem sabe eu sou bem melhor

quem sabe o medo é minha cruz
quem sabe o medo é meu motor
quem sabe o medo é luz

quem sabe eu não estou só a tentar
desesperadamente uma razão
para seguir ou para não parar
pois tudo se passa sem eu ver


Manel Cruz em Foge Foge Bandido

Tuesday, October 21, 2008

Existe

O pior, é que isto existe em Portugal (e não só, infelizmente)....assim, com esta estupidez natural.



O homem que gosta de outro homem tem ser uma maluca, tem que ser um tarado e tem que, obrigatoriamente, querer devorar todos e quaisquer elementos do mesmo sexo que ele. Tem que ser bicha, tem que se vestir de forma pouco discreta e não pode ter uma vida como os heterossexuais que os rodeiam. É esta a mentalidade portuguesa. E os Contemporâneos ganham muitos pontos neste género de críticas sociais, muito bem interpretadas e muito bem escolhidas. Sou fã!
Isto existe. Eles andam aí, com tanto de homofóbico como de ignorante.

Sonhei

Já há muito que estes posts não apareciam. Pois confirmo que a estupidez e irrealidade dos meus sonhos continuam as mesmas. Mas antes assim, que estas características na vida real têm um peso bem maior!
Pois desta vez sonhei que estava numa festa (de aniversário, talvez?) e estávamos com um grupo de convidados junto de um grande palco. Por baixo desse palco estava algo de secreto e muito perigoso...e quando estávamos prestes a descobrir o que era, num momento de grande suspense.....eis que aparece o Nelson Évora e nos queria matar! :| Mas esperem, o surreal não fica por aqui, porque o melhor deste sonho, é que, efectivamente eu consigo roubar a arma ao Nelson (acho que depois de sonhar com ele já o posso tratar pelo primeiro nome assim, na boa....), e fujo dele!!! Reparem, eu fugia, em sonhos - claro está!! - do Nelson Évora!! LOL Isto deve estar aliado ao facto de me sentir balofa....talvez achasse que podia emagrecer em sonhos, a fugir do Campeão Mundial em título no Triplo Salto...só! Coisa pouca.
Sim senhores, assim vale a pena sonhar....vale, aliás, a galinha toda!
Mas eu até arranjo uma justificação para isto, é que antes de ir dormir, decidimos ir ver o Disturbia (ou Paranóia, como quiserem) e claro, dá nisto! Porque sonhos de perseguições não faz muito o meu género... :)

Mas não deixem de ver o filme que é MUITO bom, mesmo! Vejam assim à tarde...com as janelas abertas....e bastante luz.... :D

Monday, October 20, 2008

Adorei

Isto.

Concertão


E lá foi na sexta-feira o mega concertão de Deolinda. Devo dizer que me surpreendeu e muito! Quatro pessoas em palco, um cenário muito simples, muitos naprons à moda antiga e uma voz absolutamente poderosa. O suficiente para um espectáculo brilhante, divertido e muito bem disposto. Voltaram a palco três vezes e se fosse por mim, ainda lá estávamos!
Depois de ver e ouvir ao vivo, o CD sabe a tão pouco.....

Sunday, October 19, 2008

Dinossauros

No Freeport de Alcochete está uma exposição de Dinossauros que o mega Xonxo, muito a medo, lá foi ver com o MQT enquanto eu, a cunhada e avó nos entretinhamos nas compras :D

"
Eu - E então? Gostaste de ir ver os Dinossauros?
Ele - Madinha, foi assustadoLe!
Eu - Mas sabes que os Dinossauros já não existem? Já existiram há muito, muito, muito tempo....
Ele - Sim, Madinha.....quando havia Dinossauros eu ainda nem tinha nascido, vê lá!!
"

:)
Portanto, ficam a saber que há quatro anos atrás, sensivelmente, haviam ainda Dinossauros. :) É lindo este afilhado!!

Eternizar

Há histórias que merecem ser eternizadas. E aqui está uma boa forma de as eternizar: escrevê-las, permitir que existam para lá da memória.

Esta história passa-se com o grupo de amigos do liceu, há muitos (muitos!) anos. :D (era ainda uma criança, como canta o outro...)
Salvo erro foi na Páscoa (ou na passagem de ano??), e a malta decidiu ir passar uns dias ao Algarve, já que um dos amigos tinha uma casa em Albufeira, mesmo rente à rua dos bares.....ora isto aos 16 aninhos, nem é preciso dizer mais nada! E lá fomos todos, muito contentes!
Numa das muitas noites de farra, daquelas mesmo pesadas, onde o jantar era mais bem regado do que alimentado, estávamos já todos "muito à frente" a dançar num bar muito barulhento (como todos!), e heis que o meu primo, que também constava do grupo, me vem dizer que já não aguentava mais, que tinha que ir para casa porque o mundo de repente tinha insistido em começar a rodar a uma velocidade alucinante e ele não o conseguia acompanhar. Eu fui até à rua com ele, insisti para que ficasse, que estava tudo bem, que aquilo já passava, que bebesse mais uma porque aquilo já era ressaca! E ele lá ficou, com a cabeça entre as pernas, a pensar naquilo :D O desgraçado lá ficou um bocadinho melhor e quando veio ter comigo a segunda vez, já vinha mais a direito, mas mesmo assim, já estava decidido a ir para casa. Ora, eu, que não estava melhor, na minha cabeça o que ficou foi o movimento do meu primo, que se baixa, levanta-se e tem umas chaves na mão. Dá-me as chaves. E diz qualquer coisa que me foi completamente impossível quer de ouvir, quer de perceber. Vamos lá ver....eu não estava melhor que ele, e por isso na minha cabeça (ou no que restava dela) ficou a ideia de que ele tinha acabado de encontrar umas chaves e que queria que as guardasse.....e o que é que uma pessoa civilizada e preocupada com as outras, faz??? Vai entregar as chaves ao DJ e diz que encontrou no chão e que pode fazer falta a alguém. Muito orgulhosa, volto para junto do resto do grupo e continuo a dançar. Entretanto bebo outra, que tanta consciência deu-me sede. :) Continuo a dançar e durante a noite, de vez em quando lá se ouvia o DJ a anunciar que "foram encontradas umas chaves....um porta-chaves branco, com cores....." e voltávamos a dançar. Outras músicas passavam, e lá vinha o DJ "continuam as chaves, talvez alguém precise delas...." e nós na boa, a "curtir" muito. Até que....uma das minhas amigas volta à pista, e diz "Di, temos que ir pôr o teu primo a casa que ele já nem anda........" E eu, que nem sabia que ele ainda lá estava, saio do bar e vou ter com ele. Realmente não andava.....coitadinho do primo....e pesado que ele era! E digo "Ok, vamos para casa, eu levo-o, dá-me as chaves de casa então." Ao que ela responde "Mas Di, ele disse que tas tinha dado....." E pronto.........heis que surge aquele flashback na minha cabeça e começo a ver o meu primo a levantar-se do chão, com umas chaves na mão, depois eu a dar as chaves ao DJ e finalmente, todos os anúncios feitos durante toda a noite a essas mesmas chaves..... :S Enfim. Depois de explicar isto tudo e de toda a gente se ter rido muito, lá os convenci que tinha uma cabeça tão gigante que não ia conseguir ir ter com o DJ para lhe pedir as mesmas chaves que lhe tinha entregue. Epa não! E pronto, ficou esta história eternizada e sempre que a malta se junta lá vem a frase "lembras-te daquela vez que a Di deu as chaves ao DJ??"....sim lembro.....
Também, ninguém reconheceu o porta-chaves durante toda a noite.....não era só eu que estava mal!!! Era?....

Liberdade

"Enquanto lutava, via as pessoas falar em nome da liberdade, e quanto mais defendiam este direito único mais escravas se mostravam dos desejos dos seus pais, de um casamento onde prometiam ficar um com o outro "para o resto da vida", da balança, das dietas, dos projectos interrompidos a meio, dos amores aos quais não se podia dizer "não" ou "basta", dos fins-de-semana em que eram obrigados a comer com quem não desejavam. Escravos do luxo, da aparência do luxo, da aparência da aparência do luxo. Escravos de uma vida que não tinham escolhido, mas que tinham decidido viver - porque alguém acabou por convencê-los de que aquilo era melhor para eles. E assim seguiam os seus dias e noites iguais, em que a aventura era uma palavra num livro ou uma imagem na televisão sempre ligada, e, quando qualquer porta se abria, diziam sempre: "Não me interessa, não tenho vontade".
Como podiam saber se tinham ou não vontade, se nunca experimentaram? Mas era inútil perguntar: na verdade, tinham medo de qualquer mudança que viesse sacudir o mundo a que estavam habituados."
(...)
"O ser humano tem dois grandes problemas: o primeiro é saber quando começar, o segundo é saber quando parar."

Paulo Coelho em "O Zahir"


É por isto e muito mais, que sou cada vez mais fã de Paulo Coelho. É por isto que continuo a acreditar que um dia vou escrever um livro.

Friday, October 10, 2008

Sorrir

"Sorrir é a forma mais barata de melhorar a nossa aparência"
William Shaskeapeare





Thursday, October 09, 2008

MaNeLiTo

A primeira vez que ouvi o album não me soou a nada....À segunda vez já quase que tinha algum sentido e agora há músicas que adoro. Esta é uma delas, tanto pela letra como pelo som. O senhore sabe o que faz. Para mim só excusava de ser tão sujo. Sujo é mesmo a palavra certa.

De qualquer forma, não deixem de ouvir.

Ninguém é quem queria ser

Somos a fachada
De uma coisa morta
Em vida como que a bater à nossa porta
Quando formos velhos
Se um dia formos velhos
Quem irá querer saber quem tinha razão?
De olhos na falésia
Espera pelo vento
Ele dá-te a direcção

Ninguém é quem queria ser
Eu queria ser ninguém
(ninguém) é quem queria ser
Eu queria ser ninguém.

A idade é ontem
Não pode ser motivo
Estás a ver um mundo
Feito um velho arquivo

Eu caminho e canto
Pela estrada fora
E o que era mentira
Poder ser verdade agora

Se o cifrão sustenta
A química da vida
Porque tens ainda medo de morrer?
Faltará dinheiro
Faltará cultura
Faltará procura dentro do teu ser

Ninguém é quem queria ser
Eu queria ser ninguém
(ninguém) é quem queria ser
Eu queria ser ninguém.

Diz-me se ainda esperas
Encontrar o sentido
Mesmo sendo avesso a vê-lo em ti vestido

Não tens de olhar sem gosto
Nem de gostar sem ver
Ninguém é quem queria ser

Ninguém é quem queria ser
Eu queria ser ninguém
(ninguém) é quem queria ser
Eu queria ser ninguém.

Manel Cruz

Monday, October 06, 2008

Deolinda


É já no próximo dia 17, no Teatro Aveirense. E vai ser buéda que eu sei! :)

:)


Epa eu gosto deles todos....mas este, está qualquer coisinha de espectacular! :D ehehehehehehe

Agora é que vai for!

A nossa última aquisição:




Agora sim....não temos mesmo desculpa! Hoje tive 15 minutos para fazer 1 Km e só perdi 200 calorias....eeerrrrrr.....tava balofa, mas parece-me que vai continuar durante alguns mesinhos ehehehehehe :S

Pedala aí puto! :P
Olhando agora para o blogue, gosto da contradição de conceitos... :D

O primeiro

Este sábado foi o primeiro casamento de um amigo meu. Embora mais velho, foi o primeiro amigo, que estudou comigo, que estendi a capinha para os noivos passarem, que tirei uma foto com "os amigos da universidade"....e pensar que ainda ontem me chamava bixo, se ria muito e me praxava ainda mais! Isto para concluir que o tempo passa a correr...e lá ando eu à volta do tempo, é crónico! :P É certo que já tinha ido a casamentos de "malta jovem", de primos, de amigos do namorado...mas não é a mesma coisa. É estranho. E pensar que foi o primeiro de muitos e que agora nos vamos encontrando assim, de casamento em casamento...
E foi bom, foi comovente, bonito e divertido, muito divertido! Foi bom rever a malta, beber uns copos, cantar uns bota-a-baixo, rever os velhos tempos, contar sobre os novos, pôr a conversa em dia e concluir que gostamos todos uns dos outros, como se nos vissemos todos os dias. Foi bom. Soube a "um cafezinho no Manel".
E melhor foi relembrar o sabor do alentejo, que os amigos do estrangeiro trouxeram :P Voltem mais vezes que é bom ter-vos por perto.

E foi assim...nostálgico e sentimental onde a frase das tias passa a ser dita pelos amigos: "O próximo és tu..." ou "Faltam vocês....". Estamos velhos meus amigos, velhos. Mas como dizia o outro, "a idade é um posto" e por isso podemos tudo na mesma! ;)

Siga pa bingo....

Última volta

Fez na passada sexta-feira oito dias que dei a minha última voltinha naquela cena que ainda andava e a que eu, carinhosamente e para que ele não se sentisse discriminado, chamava carro. :D Ainda foram algumas as recordações. Foram muitas as mudanças que fez em Évora...para praticamente todas as casas...ainda desenrascou muita gente! Ainda levou uma máquina de lavar roupa e fez muitas mudanças de amigos, porque isto de ter uma "cena" velhinha que se pode riscar na boa e que se dobra os bancos e tudo e tudo, até que dá jeito! E lá foi ele, para abate. Andava e nunca me falhou....bom, quando chegou queimei-lhe o motor, mas tirando isso, tranquilo! :)

Aqui fica uma última foto dessa grande viatura :D com a sua matrícula mítica!



Já com 15 aninhos....não é para todos! lol

Wednesday, October 01, 2008

Fucking HTML

Quando no meio de código muito antigo se encontra isto,


conclui-se que há muitos anos, quando foi feito, já era mau. :S
Ao menos não somos os únicos a perder a paciência....!