Wednesday, June 18, 2008

Geração do saber teórico

Um dia destes, no café aqui por baixo de casa, entrei para tomar o "café-do-costume", o único mas indispensável café, que se segue ao almoço. Ao entrar no café, estava uma empregada que ainda não conhecia que começou logo por perder pontos na simpatia. Quando já estava a saborear o meu café quentinho, eis que entra uma "vizinha":

"
Vizinha: Boa tarde Lena! Olha, então quando é que sai o teu marido?

Empregada: Oooh Maria ele é sempre 21h, 21h30....antes não Maria!
Vizinha: Aiii sabes o que era Lena, é que eu precisava de um nó lá numa gravata do meu marido....

Empregada: Ai Maria ele é só 21h, 21h30....antes é muito difícil Maria....mas olha, fazemos assim: trazes aqui a gravata Maria que eu levo para casa e quando o meu Zé chegar ele faz-te o nó e depois vais lá buscar Maria.....só assim é que dá filha.

Vizinha: Aaahhhh.....pois também pode ser Lena, também pode ser.

Empregada: Olha mas Lena, o Sr. Quintela também sabe fazer, ele foi só ali à farmácia e volta já, podes esperar....

"

E nisto entra o Sr. Quintela que sabia, efectivamente, fazer um nó de gravata e se prontificou de imediato a ajudar a Srª Maria.
E no meio de tanta "Lena e Maria e filha", daquela conversa de café, entre vizinhas de bairro, de prédio, que se conhecem há anos para este tipo de ajudinhas, eu só me lembrava de uma palavra: GOOGLE. Como é que alguém vive sem o Google??? É certo que eu sou fã, utilizo montes de ferramentas deles e não me importo nadinha com a "teoria-da-conspiração" de que o Google manipula a tua vida porque vê os teus mails, tem acesso à tua agenda/calendário, conhece as tuas pesquisas na net e os teus hábitos de navegação.....eeeeeeeeeee????? Quê? Vão-me perseguir? Ou "um dia vão me cobrar muito alto pelos seus serviços"....eeeeeee??? Nessa altura deixo de usar e começo a usar outros quaisquer. Sinceramente, não me preocupa. Gosto de pensar que é apenas uma estratégia de marketing e uma forma de melhorarem os seus serviços, já que conhecem os gostos e hábitos dos utilizadores - o que é uma vantagem inteligente, a meu ver!!
Mas não vou divagar mais, até porque eu sou fã (não sei se já tinha dito...) e como tal, sou suspeita! ;)
O facto é que estas pessoas não utilizam o Google....e estão vivas :D ehehehehe Pronto, pronto, a questão não é bem esta, é mais virada para o conhecimento que elas têm; é pensar que a minha mãe conhece todos os rios e afluentes de Portugal, de Norte a Sul do país, sabe ainda todas as linhas de comboio (pelo menos as do tempo em que ela andava na escola), todas as freguesias, distritos, freguesias de distrito, etc etc etc....já para não falar na História de Portugal....ui! Reis, Rainhas, filhos, netos, amantes, aias.....TUDO! Esta geração tinha que saber tudo....só porque sim! Dá até idéia que era porque se tinha que ensinar alguma coisa....será? Não que todo este conhecimento não seja útil - o saber não ocupa lugar, sempre se disse -, é mesmo uma questão de cultura geral que, diga-se, hoje em dia é cada vez menor - ou pelo menos nas questões mais "tradicionais"! Porém, e contraditoriamente, hoje em dia não se sabe totalmente, não se domina a História de Portugal, não se conhecem todos os rios e afluentes do país, em vez disso, petisca-se de vários saberes: conhece-se daqui, percebe-se dali, sabe-se disto, entende-se daquilo e, claro, TUDO se pesquisa na net, nesse GRANDE motor de busca que é o Google - e não, não me pagam pela publicidade! ;)
Não que isso me tranquilize, dado que todos nos exigem que sejamos versáteis, adaptáveis a qualquer meio e saber, que resolvamos, que saibamos temporariamente ou pelo menos o suficiente para resolver este ou aquele problema que surgiram hoje e que são para resolver ontem. Nós vamos sabendo, vamos resolvendo, mas o domínio, esse, está online, à distância de um click. Fará isto de nós pessoas comuns? Significará que qualquer pessoa pode ir à net e resolver, encontrar, saber, conhecer, satisfazer o conhecimento? Eu acho que não....mas vou ali ao Google e já vos digo. :)

Ah e só para finalizar e não dizerem que não está lá:

Ou mais pormenorizado aqui. Bons enleios!

2 comments:

JP said...

ainda este fds fui para um casório com a gravata enrolada no bolso e quando me perguntaram: olha lá, e a gravata?! eu: "ah pois! está aqui, faz-me aí o nó sff..." podia ter acrescentado um "não tive tempo de ir ao google!"
mas também se falasses dessa maravilha informática que é o google acho que aí o ppl do café ficava à toa... a minha mãe ainda há uns dias gritava do escritório: OH JP NÃO CONSIGO ENTRAR NO MEU MAIL! eu desço, olho para o monitor e digo: "mãe, já te disse 50 vezes, nao se põe o e-mail na barra do google, primeiro tens que ir ao www.hotmail.com..." não é fácil pah! :P para a próxima leva o portátil para lá e espera que eles façam uma pergunta qlqr e tu mostras-lhes isso.

Di said...

LOL!!! Yah, ver para crer!! De outra maneira acham que "é só modernicessss"!! Aaahhh o goolgle...essa maravilha informática!

Gostei dessa da tua mãe, também tenho umas quantas assim dos meus pais, digno de ser publicado!! :P