Sunday, June 29, 2008

Novos Inquilinos

Cá estão os novos inquilinos cá de casa:

Até que são sugadinhus :D


Isto, embora não parecendo, é uma cobra de água doce (por baixo da pedra) :


Bem fixe!

Thursday, June 26, 2008

Wanda th Fish Says:

Q: How many psychiatrists does it take to change a light bulb?
A: Only one, but it takes a long time, and the light bulb has
to really want to change.

Wednesday, June 25, 2008

?

Se pensassem no tema mais unitário da área de Informática, aquele que pudessem explicar a qualquer pessoa em 5 minutos, qual seria? :S

Giruuuuu!

O Nome


A Susana lá da escolinha vai ter um mano, mas o grande mistério é como é que a mãe da Susana ficou "assim" - e "assim" era mesmo o termo empregue para descrever grávida! Depois de muitas perguntas difíceis, de muitas explicações igualmente difíceis, de muitas sementes do pai para a mãe, ele lá se foi esquecendo - ainda que pouco convencido - deste mistério. Finalmente a criança nasceu e numa destas viagens, os dois no carro, resolvi perguntar:

"
Eu - Então, o mano da Susana já nasceu?


Ele - Já! E a mãe da Susana levou ele lá à escola para a gente ver....!

Eu - Então e gostaste, era bonito?


Ele - Sim, chama-se Rafael e foi a Susana que escolheu o nome!

Eu - Boa, Rafael é um nome bonito!


Ele - Madinha, achas que quando eu tiver um mano, posso escolher o nome dele?


Eu - Sim, eu acho que sim....


Ele - Oh não posso nada, a mãe não vai deixar.....


Eu - Vai sim, então porque é que a mãe não havia de deixar?


Ele - Oh, porque eu queria Leonardo como as TartaLugas.....e ela não deixa......


Eu - (a conter-me) Ela deixa, Leonardo é um nome bonito! Mas olha que nós não escolhemos e por isso também podes ter uma mana, assim como a Madrinha e o Pai que são manos!


Ele - Naaaaaaaa, isso não dá Madinha....as TartaLugas são todos meninos!!!!

"


Aqui tive mesmo que me rir....! As TartaLugas, são as Ninja mesmo e aposto que ele preferia ter uma tartaruga lutadora do que um mano - ainda que Leonardo -... e Leonardo já não foi mau, vá lá não ser Donatello!!

Gosti

Descobri isto no blog do Bruninho - o Nogueira mesmo - e gosti muito sim senhores. O rapazito é magro mas só de aspecto, que tem um rechonchudo gosto musical! Não conhecia, mas vou passar a conhecer.

Sunday, June 22, 2008

A verdade


A verdade é que as pessoas não gostam de ouvir a verdade. Pelo menos a verdade quando vem só, no seu estilo isolado e, normalmente, a frio. Preferem antes ouvi-la por eufemismos, ou pela metade, muitos até a evitam, porque como já disse aqui antes: "O dinheiro não traz felicidade, já a ignorância....".
A questão é que eu discordo, em pleno. A verdade deve ser dita, eu pelo menos, gosto de a ouvir. Certo é, que terá de haver o discernimento de avaliar a verdade de cada um e saber separar aquilo que nos pode ser útil, construtivo, daquilo que é dito para nos tirar ânimo e confiança. Isto acontece todos os dias: todos os dias nos cruzamos com pessoas que nos criticam e essa crítica, muitas vezes é a realidade (ou percepção dela) que cada uma dessas pessoas tem de nós. A meu ver, é importante que as oiçamos, que não nos fechemos em nós próprios, no que já somos e conseguimos ser. É saudável que pensemos na opinião das outras pessoas, no porquê de a terem manifestado e no conteúdo dessa mesma opinião, crítica, comentário ou conselho.
Corremos sempre o risco de nos acomodarmos ao feitio que temos, à personalidade que dizemos formada, aos hábitos que alimentamos todos os dias e este comodismo pode nos fazer parar, estagnar naquilo que somos. Normalmente estas pessoas mais "acomodadas àquilo que são", são as que mais sofrem deste mal que aqui falo: a surdez da verdade. É um facto que todos passamos por este mal, uns dias mais que outros e que por vezes até nos deixamos levar por ele. A grande diferença reside nas pessoas que estão atentos à sua existência e as que não estão.
Eu sofro de outro mal, oposto ao referido: desbocada, sou desbocada. Eu não consigo controlar, quando tenho que dizer, digo. O problema é que nem sempre o digo da "melhor forma". Mas quando pergunto qual seria a "melhor forma"....poucos me sabem dizer qual seria. Pois bem, começo a acreditar que há coisas que têm que ser ditas e pronto, simplesmente não há "melhor forma" de as dizer! E portanto, como sofro deste mal, sou constantemente perseguida por expressões como "Então foste dizer isso?", "IIhhhh disseste isto àquela pessoa?", "Iiixxx Oh Di!!", "Então mas mal o conhecias....", "Sim, é verdade, mas não se diz assim!".....mas então diz-se como? Então diz-se quando? Então porque não se diz? Mas existem coisas que não se podem dizer? Só pensar, é? Ou escrever? E sentir? Também existem coisas que não se podem sentir.....eu ainda não li nada sobre isso, e olhem que o meu Google raramente me engana! :|
Pois bem sei que nem sempre o que digo faz sentido :D Nem é isso que pretendo, apenas digo aquilo que penso ou sinto sobre determinada situação, porque acho que temos o dom do diálogo, a capacidade de comunicar enquanto pessoas civilizadas e adultas e acho esse dom algo de essencial para a evolução pessoal de cada um!!
Talvez seja mesmo só mais uma opinião, crítica, comentário...talvez seja eu que sou assim estranhamente desbocada (ou sagitariana, como alguém diria!), mas o facto é que acenar sempre com a cabeça e dizer que sim a tudo só porque "parece mal" ou "não se pode dizer".... também não vai fazer de nós pessoas melhores!!

Verdade:
S.f. 1. Qualidade pela qual as coisas se apresentam como realmente são. 2. Conformidade com a realidade[...]


A "verdade" é que realidade, cada um tem a sua!


Digam aí!!!

Thursday, June 19, 2008

O máximo!

Isto está no mínimo delicioso!






Achei este vídeo (e mesmo todo o programa!) uma boa crítica ao comportamento Português. O dos outros não sei, que não tenho acompanhado, mas cá sei que são abusivos os directos para cada passo que a Selecção dá; é um abuso as vezes que se repetem as conferências de imprensa e as frases inteligentes dos "meninos-d'ouro"; é um abuso esta cegueira pelo Euro, onde as pessoas só têm orgulho de serem Portugueses uma vez, de quatro em quatro anos!! E saltam, saltam e apitam, apitam e compram muitos cascóis e bandeirinhas, e pintam o cabelo e o cabelo dos filhos e compram bonés e mais bandeiras, para o carro, para as varandas, para as motas e continuam a saltar, a saltar.....!
E agora que perdemos, a equipa já não presta, o Scolari já merecia uma grande dor de barriga, o Ricardo já nunca devia ter jogado. E vão todos para casa de ânimos em baixo, de pés assentes no chão, tiram as bandeiras, os cascóis e os bonés e queimam tudo; circulam mails a justificar isto e aquilo, imagens que valem por mil palavras, piadas e piadinhas sobre uns e outros e ser Português já não interessa novamente.
Portugal, país dos três F's: Fátima, Futebol e Fado. Que pena que tenho que assim seja.
Eu do Euro gosto do convívio, dos petiscos, das cervejas fresquinhas, dos jantares na casa de uns e outros, da vinhaça, da companhia acima de tudo! Agora que acabou é só arranjar outro tipo de comemoração :D É só juntar a malta porque sim e manter os jantares, petiscos, conversas e SEMPRE a boa disposição! Bora lá saltar pessoal!!!!

Wednesday, June 18, 2008

Geração do saber teórico

Um dia destes, no café aqui por baixo de casa, entrei para tomar o "café-do-costume", o único mas indispensável café, que se segue ao almoço. Ao entrar no café, estava uma empregada que ainda não conhecia que começou logo por perder pontos na simpatia. Quando já estava a saborear o meu café quentinho, eis que entra uma "vizinha":

"
Vizinha: Boa tarde Lena! Olha, então quando é que sai o teu marido?

Empregada: Oooh Maria ele é sempre 21h, 21h30....antes não Maria!
Vizinha: Aiii sabes o que era Lena, é que eu precisava de um nó lá numa gravata do meu marido....

Empregada: Ai Maria ele é só 21h, 21h30....antes é muito difícil Maria....mas olha, fazemos assim: trazes aqui a gravata Maria que eu levo para casa e quando o meu Zé chegar ele faz-te o nó e depois vais lá buscar Maria.....só assim é que dá filha.

Vizinha: Aaahhhh.....pois também pode ser Lena, também pode ser.

Empregada: Olha mas Lena, o Sr. Quintela também sabe fazer, ele foi só ali à farmácia e volta já, podes esperar....

"

E nisto entra o Sr. Quintela que sabia, efectivamente, fazer um nó de gravata e se prontificou de imediato a ajudar a Srª Maria.
E no meio de tanta "Lena e Maria e filha", daquela conversa de café, entre vizinhas de bairro, de prédio, que se conhecem há anos para este tipo de ajudinhas, eu só me lembrava de uma palavra: GOOGLE. Como é que alguém vive sem o Google??? É certo que eu sou fã, utilizo montes de ferramentas deles e não me importo nadinha com a "teoria-da-conspiração" de que o Google manipula a tua vida porque vê os teus mails, tem acesso à tua agenda/calendário, conhece as tuas pesquisas na net e os teus hábitos de navegação.....eeeeeeeeeee????? Quê? Vão-me perseguir? Ou "um dia vão me cobrar muito alto pelos seus serviços"....eeeeeee??? Nessa altura deixo de usar e começo a usar outros quaisquer. Sinceramente, não me preocupa. Gosto de pensar que é apenas uma estratégia de marketing e uma forma de melhorarem os seus serviços, já que conhecem os gostos e hábitos dos utilizadores - o que é uma vantagem inteligente, a meu ver!!
Mas não vou divagar mais, até porque eu sou fã (não sei se já tinha dito...) e como tal, sou suspeita! ;)
O facto é que estas pessoas não utilizam o Google....e estão vivas :D ehehehehe Pronto, pronto, a questão não é bem esta, é mais virada para o conhecimento que elas têm; é pensar que a minha mãe conhece todos os rios e afluentes de Portugal, de Norte a Sul do país, sabe ainda todas as linhas de comboio (pelo menos as do tempo em que ela andava na escola), todas as freguesias, distritos, freguesias de distrito, etc etc etc....já para não falar na História de Portugal....ui! Reis, Rainhas, filhos, netos, amantes, aias.....TUDO! Esta geração tinha que saber tudo....só porque sim! Dá até idéia que era porque se tinha que ensinar alguma coisa....será? Não que todo este conhecimento não seja útil - o saber não ocupa lugar, sempre se disse -, é mesmo uma questão de cultura geral que, diga-se, hoje em dia é cada vez menor - ou pelo menos nas questões mais "tradicionais"! Porém, e contraditoriamente, hoje em dia não se sabe totalmente, não se domina a História de Portugal, não se conhecem todos os rios e afluentes do país, em vez disso, petisca-se de vários saberes: conhece-se daqui, percebe-se dali, sabe-se disto, entende-se daquilo e, claro, TUDO se pesquisa na net, nesse GRANDE motor de busca que é o Google - e não, não me pagam pela publicidade! ;)
Não que isso me tranquilize, dado que todos nos exigem que sejamos versáteis, adaptáveis a qualquer meio e saber, que resolvamos, que saibamos temporariamente ou pelo menos o suficiente para resolver este ou aquele problema que surgiram hoje e que são para resolver ontem. Nós vamos sabendo, vamos resolvendo, mas o domínio, esse, está online, à distância de um click. Fará isto de nós pessoas comuns? Significará que qualquer pessoa pode ir à net e resolver, encontrar, saber, conhecer, satisfazer o conhecimento? Eu acho que não....mas vou ali ao Google e já vos digo. :)

Ah e só para finalizar e não dizerem que não está lá:

Ou mais pormenorizado aqui. Bons enleios!

Na Praia

Este sábado estivémos na praia! Espectacular! Para quem não sabe eu ADORO o sol e por isso adoro ir ao Alentejo, regressar a casa, sentir aqueles 40º graus à sombra, sem vento nenhum....sim, sim, ainda que a maioria das pessoas lhe incomode a falta de vento, é mesmo disso que eu gosto! Por mim o vento aqui em cima parava :D Enfim, ainda que com um bocadinho de vento, lá fizemos uma tarde (comprida!) de praia. Deu para matar as saudades! ;)

Quando chegámos a Marretinha mais velha (aaaiii que mázinha que eu sou!!! eheheeheh) já lá estava a marcar lugar na (deserta!) praia, do lado do rio para que as crianças (ou a canalha, como se diz para estes lados) pudesse andar mais à vontade e dar os chamados "pumbas" - mergulhos, entenda-se - mesmo à vontadinha! E assim foi, era vê-los dar "pumbas" com toda a "foxa" e sem medo nenhum. Andaram entretidos durante a tarde com as brincadeiras do costume. De vez em quando uma queixinha, porque "ela não me dá o balde" ou porque "ele não é meu amigo" e sempre porque o de três anos é muito pequenino e não sabe brincar com eles, que isto de ter quatro e seis anos é outra coisa, é muita responsabilidade e já não são brincadeiras para bebés de três anos!!! :D Entre as brincadeiras das três crianças, a mais curiosa foi mesmo a da criança de 33 anos que se juntou às mais pequeninas no final da tarde para apanhar "uns bichos na água". Lá andava de balde amarelo na mão, com água pelas canelas nessa difícil tarefa de "apanhar bichos". De vez em quando lá vinha um pequenino a correr com o balde, e mostrava um carangueijo ou umas conchinhas. De uma dessas correrias atarefadas, aparece este bichinho estranho:

Pois.....a semelhança é óbvia. À de uma cenoura, claro!!!! Vaaaahhhhh lá ver que isto é um estaminé de respeito!
Note-se que o primeiro que vimos não tinha aquela espécie de "cauda", era todo uniforme e alaranjado, escuro. Pelo que a marretinha disse logo que aquilo era, certamente, resultado de uma evacuação do seu mais novo - "Não mexam nisso!", gritou como consequência! O seu rebento, sabendo que de nada disso se tratava, queria antes apertar e ver como era. Lá se arranjou uma pena - que é o que numa praia é mais parecido com um pau - para "espetar" aquela "coisa" estranha. E vários comentários se ouviam, claro! "É um bicho!", "É uma cenoura!", "Isso tá morto!", mas o melhor foi sem dúvida: "Eu na volta estou a fazer festas a uma cenoura podre....." LOL E realmente era caso para se pensar assim, dado que a textura do animal (e sim, era mesmo um bicho!) era mesmo essa: como que se da casca de uma cenoura mole se tratasse, quase como quando as cenouras estão velhas e ficam maleáveis, desse género.
E pronto, lá veio o de 32 aninhos explicar às meninas que tinham ali vivido uma vida inteira que era um bichinho do rio que se alimentava do que filtrava da água (isto tem um nome que desconheço, não que o Google não resolva, mas falta-me o tempo....sempre o tempo!), daí a sua textura esponjosa, dado que incha quando absorve a água e vai "mirrando" quando está fora dela. Ora aí está um bichinho que se adequa ao meio: espande-se consoante o espaço que tem, por isso dentro do balde ficava menor e não percebíamos se deveríamos ofender os turistas que tinham deixado uma cenoura a boiar no rio, ou reconhecer que a espécie animal é mesmo surpreendente!

Aqui ficam mais duas imagens do bichinho do qual ainda desconheço o nome técnico, dado que o nosso explicador só conhecia o nome "técnico-popular": Palhaço Mijão - percebe-se porquê, é certo!




Se alguém quiser partilhar mais informação sobre o desconhecido, estejam à vontade! ;)

Proibido


Em Estarreja não se pode mendigar. É quase como "Afixação Proibida". Para quem não percebe, a imagem mostra uma placa na parede - por cima de uma outra que informa o nome da rua - onde se pode ler: "É proibida a mendicidade" e o respectivo decreto de lei. Curioso, no mínimo!

Monday, June 16, 2008

Sempre a aprender

“Ouço e esqueço, vejo e recordo, faço e compreendo.”

Provérbio chinês.

Hoje

Ao ler a frase do dia do Oso, lembrei-me da minha professora de Yoga ter dito que "As coisas mais importantes da vida, Deus resolveu escondê-las dentro de nós, já que iríamos estar tão distraídos com as outras coisas que nos rodeiam, que não nos iríamos lembrar de procurar cá dentro." Gostei de ouvir e de relembrar!
Por isso continuem à procura, que o mais importante é não desistir!

Friday, June 13, 2008

Pópó Novo

Eu queria este:


O meu gaijo queria este:
E vai na volta... e vamos comprar este:


Vaahhhhh também não é assim tão feeinho, mas faltam-me 5 litros de mala....e eu que tenho sempre tão pouca bagagem!!!!! :D

Ehehehehehehe

Friday, June 06, 2008

Preciso

De tempo. Primeiro para pensar e depois para escrever.

Thursday, June 05, 2008

Deolinda

Descobri isto há pouco tempo, na antena3. Certamente, alguns já ouviram. Gostei da garra, da mistura de estilos das palavras. Aqui fica a Deolinda e os seus amigos :)





Quem me conhece sabe que gosto. :D

Tuesday, June 03, 2008

Wanda th Fish Says:

How do you keep a moron in suspense?

Só mesmo este peixe para me fazer rir a esta hora...... lol